A parte mais complexa na gestão de uma empresa reside no setor dos recursos humanos. É tão complicado, como gratificante, criar equipas que trabalhem de forma harmoniosa.

 

O relacionamento com os colegas é um dos pontos mais importantes na promoção de uma cultura respirável. A palavra de ordem é “saber ouvir”. Esta é a melhor forma para que se evoluam processos produtivos.

 

A discussão, em contrário, entrega ambientes hostis, criando mal-estar dentro das equipas, desestabilizando-as. Consequentemente, aumenta a desmotivação. A empresa acaba por sofrer.

 

As empresas devem procurar instituir-se como uma plataforma promotora do desenvolvimento dos colaboradores, até porque não há nada melhor que o diálogo para potenciar as ideias. Promover as ideias é dar espaço à criação de um habitat próspero em inovação. Não é possível contestar sem ouvir.

 

O saber ouvir, por seu lado, está diretamente associado ao ato positivo de compreender. Por vezes, após ouvirmos alguém, acabamos por desbloquear um processo criativo de um colega, apenas com algumas palavras. Como consequência, a empresa entra num novo caminho e cresce.

 

Uma empresa, para crescer, tem que dar espaço à comunicação. Acima de tudo, tem que ser promotora de uma cultura assente no diálogo e nas novas ideias. As empresas que apostam no diálogo crescem mais rápido. São mais dinâmicas, apresentam menos erros de produção e conseguem ser mais eficientes.

 

foto

Sobre o autor

Francisco Cardoso é CEO da ZALOX. Com várias décadas de experiência na gestão de empresas, projetos digitais e equipas, reúne neste blog o know-how adquirido, ajudando gestores a ultrapassar desafios atuais.